Segunda-feira, 8 de Setembro de 2008

Os nossos poemas - Álvaro de Campos

Está escuro,
Está muito escuro aqui.
Sinto-me inútil aqui dentro, fechado.
Mas é aqui que me sinto.

Na escuridão…
Na solidão…

 

Está escuro,
Mas já vi luz! Em tempos…
Perdi-a! Não sei como, nem porquê.
Dissipou-se, qual fogo em lenha seca!
Um motor sem vida, sem som…
Naquela altura eu via, ó se via!
Talvez tenha perdido vontade de ver.
 

Está escuro,
Mas escuto um tic-tac constante,
Lá longe!
Que me apazigua e me faz cá estar
Indulgentemente,
Adocicado por tais sons.
 

Está escuro,
Não há luz lá fora,
Ou se a há, eu não a vejo.
Usurparam-ma,
Como se de um cancro se tratasse,
Como se a um Inferno se equiparasse 
 

Está escuro,
Mas ainda há vida!
E que vida!
Oiço o doce rolamento das caldeiras
E tenho esperança!
Talvez um dia…
 

Está escuro,
Está muito escuro aqui.

H-Rally

 

A luz existe.

Agarrem-se àquilo em que acreditam, que no fundo vos faz exitir, ouçam a outra voz. A vossa voz!

publicado por Aninhas às 14:43
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Os nossos poemas - Álvaro...

.arquivos

. Maio 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds