Quarta-feira, 26 de Maio de 2010

Felicidade

É uma crença comum que o pensamento positivo resulta numa vida mais feliz e saudável. Enquanto crianças, dizem-nos para sorrir, sermos alegres e pôr uma cara feliz. Enquanto adultos, dizem-nos para sermos positivos, fazermos limonada e vermos os copos como quase cheios. Mas, por vezes, a realidade pode inabilitar a nossa destreza em desempenhar o papel feliz. A nossa saúde pode falhar, os namorados podem trair-nos...Os amigos decepcionar-nos... E é nestes momentos que queremos ser realistas, parar de encenar e sermos nós próprios... assustados e infelizes. Perguntem à maioria das pessoas o que querem da vida e a resposta é simples...ser feliz. E, no entanto, talvez seja esta expectativa, de querer ser feliz, que nos impede de alguma vez a alcançar. Talvez quanto mais tentamos e ambicionamos o estado de felicidade, mais confusos ficamos. Até ao ponto em que deixamos de nos reconhecer. Em vez disso, continuamos a sorrir. A fazer de tudo para sermos as pessoas felizes que desejávamos ser. Até que acabamos por nos aperceber que sempre esteve lá. Não nos nossos sonhos ou esperanças, mas naquilo que conhecemos, o confortável, o familiar.”

 

 Meredith Grey in Grey’s Anatomy S06E22

 

publicado por Aninhas às 15:29
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2008

A felicidade exige valentia.

"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes mas, não
esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo, e posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no
recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo..."

Fernando Pessoa
publicado por Aninhas às 12:29
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 13 de Maio de 2008

Estabelece objectivos novos e com interesse

O quarto graveto necessário para atear a fogueira da felicidade

 

Estabelecerei objectivos novos e interessantes porque sei que me farão feliz.
À medida que o Sol se vai pondo ao fim do dia, apercebo-me que mais um dia acabou. O dia de ontem ensinou-me algumas lições, permitiu-me experiências e deixou a minha vida para sempre. Não há nada que eu possa fazer para recuperar o dia de ontem.
O amanhã comporta grandes promessas para mim. O meu futuro está nas minhas próprias mãos, e há tanto a fazer para o transformar no tipo de dia que espero. É o início de uma nova viagem, uma viagem que ai influenciar a minha vida para sempre. As coisas mudarão amanhã. Agirei, falarei e pensarei de forma diferente. Como hei-de saber como proceder? Como hei-de saber onde me leva esta viagem? O desconhecido pode ser assustador, e eu não quero ter medo do amanhã. De que modo posso, então, evitar este receio? Posso evitá-lo, pura e simplesmente, estabelecendo metas novas e interessantes. Estas metas serão o mapa da minha viagem. Permitir-me-ão conduzir a minha vida com confiança. Permitir-me-ão registar os meus progressos em relação ao que quer que seja que eu desejo. Far-me-ão pensar sobre o futuro.
 
Estabelecerei objectivos novos e interessantes.
 
Posso controlar o meu futuro por intermédio das acções que hoje pratico. Se quiser ter sucesso, sei que há algo que posso fazer hoje para me ajudar a atingir o meu objectivo. Se quiser ser mais saudável de futuro, sei que o meu objectivo, hoje, é dar o primeiro passo para essa finalidade. Os propósitos diários são importantes, porque sei que nunca conseguirei alcançar as metas futuras sem as acções de hoje. Sei e entendo que, se não criar objectivos diários, viajarei através da vida sem mapa. E sem um mapa perder-me-ei e eu não quero perder-me. Quero caminhar com confiança e a verdade com a qual oriento a minha vida é simples: um dia há-de vir em que deixará de chegar o amanhã. Estabelecerei objectivos hoje e trabalharei para os alcançar, pois um dia não serei capaz de os começar no dia seguinte. Se criar metas diárias, serei feliz.
Também estabelecerei objectivos a longo prazo. Sem objectivos a longo prazo, as minhas metas diárias terão pouco efeito na vida. Sei que os objectivos a longo prazo me ajudarão a enfrentar o desânimo que sinto quando não atinjo as minhas metas diárias. Cada fracasso num propósito diário há-de ensinar-me algo. Estes conhecimentos acumular-se-ão ao longo do tempo e descobrirei que aprendi mais com os meus fracassos do que com os meus sucessos. É por esta razão que não receio o fracasso nem avaliarei o meu desempenho numa base diária. Exactamente como uma árvore leva muitos anos a tornar-se forte, também eu devo tornar-me forte a pouco e pouco. A consciência destas verdades ajuda-me a ser feliz.
 
Estabelecerei objectivos novos e interessantes.
 
Ao mesmo tempo que me apercebo que crio metas para alcançar um determinado fim, também sei e compreendo que a viagem em direcção aos meus objectivos é agradável. Que homem de sucesso não deseja falar com orgulho ao contar o que teve de passar para atingir as suas metas? Que atleta de eleição não deseja relatar orgulhosamente as milhares de horas de trabalho que teve antes de chegar à vitória? O trabalhão árduo, os sucessos e os fracassos ajudam, no seu conjunto, as pessoas a alcançarem os seus objectivos. Sei e entendo que as metas são para ser usufruídas enquanto trabalho para as atingir e não apenas quando sou bem sucedido. Para ser feliz, tenho de criar objectivos e compreender que qualquer malogro me apresentou um obstáculo que, uma vez superado, se transformará numa fonte de orgulho para mim. Essas metas ajudar-me-ão a sentir uma grande felicidade no meu coração.
 
Estabelecerei objectivos novos e interessantes.
 
Farei uma listagem dos meus objectivos todos os dias. Essa lista abrangerá as metas a longo e curto prazo e certificar-me-ei de que tenho consciência do que implica atingi-las. Depois trabalharei no sentido de as alcançar. Ao agir desta maneira, serei capaz de me concentrar em melhorar a minha vida. Se trabalhar para melhorar a minha vida, serei feliz. De cada vez que atingir um propósito, rapidamente criarei outro par anão cair na apatia.
Compreendo e acredito que a letargia é a semente da insatisfação na minha vida, enquanto que planear, trabalhar e alcançar as metas me faz sentir bem em relação ao meu futuro. Serei feliz porque os objectivos que eu determinar não me permitirão ter tempo para ficar obcecado com os aspectos negativos da minha vida.
Em resumo, serei feliz se projectar metas novas e interessantes.

 

Uma Viagem Espiritual de Billy Mills e Nicholas Sparks

 

publicado por Aninhas às 15:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 2 de Abril de 2008

Encara a vida com optimismo e esperança no futuro

 O terceiro graveto necessário para atear a fogueira da felicidade

 
Sou feliz porque encaro a minha vida com optimismo e esperança no futuro.A pouco e pouco, tudo se encaixa. Uma única gota da água da chuva parece não fazer grande diferença no mundo. Contudo, à medida que escorre pela montanha, junta-se a outras gotas e, rapidamente, se forma um fio de água. Este fio de água torna-se num regato, o regato transforma-se num rio e, em breve, aquela pequena gota faz parte de algo tão poderoso que não se pode travar. Conduzirei a minha vida da mesma forma. O optimismo é a gota da chuva, a convicção de que alguma coisa boa me acontecerá hoje. À primeira vista, o optimismo parece não ter grande valor. Até me posso esquecer dele, todavia sei que estará comigo. A seguir, serei optimista em relação a uma segunda coisa e a uma terceira. Tal como as gotas que se transformam num fio de água, o meu optimismo tornar-se-á mais forte. Depressa fluirá na minha vida e não será reprimido. Por que procederei assim? Por que quero ser optimista? Porque o optimismo é algo que me faz feliz. E eu quero ser feliz.Encararei a minha vida com optimismo e esperança no futuro.
Tenho esperança na vida porque sei que o futuro não tem limites para mim. Uma vez que o passado é passado, apenas eu posso decidir o que o futuro me trará. Devo pensar que o meu futuro é negro e sinistro? Devo duvidar que algo de bom alguma vez me acontecerá? Devo viver no receio constante do amanhã? Não, porque se eu olhar para o meu futuro com estes pensamentos, então terei assinado o veredicto do meu destino. Nunca chegarei a ser nada porque acreditei que nada era.
Encararei a minha vida com optimismo e esperança no futuro.
Tal como a luz e as trevas, o bem e o mal, existem outras alternativas. Se olhar o meu futuro com a chama acesa e com esperança, se considerar que nada de mal alguma vez me acontecerá e se for em frente pensando no amanhã com entusiasmo, então também terei assinado a sentença do meu destino. Sou feliz porque sou optimista. Tenho esperança num amanhã melhor. Não estou preocupado com os fracassos de hoje porque sei que as coisas serão melhores amanhã. 
Também olharei a minha vida como uma aventura. O que acontecer a seguir poderá estar para além do meu controlo, no entanto, o entusiasmo vale o risco. Olharei a minha vida da mesma maneira que uma criança vê o mundo: com inocência e paz no coração. Saberei que em cada dia esperarei que algo de bom me aconteça. Não receio o amanhã porque será melhor que o dia de hoje. 
Encararei a minha vida com optimismo e esperança no futuro.
Quando olho o futuro com optimismo, sei que me acontecerão coisas preciosas. A vida, para mim, só poderá melhorar e isso faz-me sentir um grande entusiasmo por tudo quanto faço. Não receio que o futuro não se torne realidade porque o optimismo é como uma estrela que me guia durante a noite. Sempre que navegar em águas agitadas, olharei simplesmente para a estrela e saberei que chegarei a bom porto se mantiver o meu rumo. Enquanto usar a estrela do optimismo para ser feliz, alcançarei sempre os meus objectivos. Como já sei, a felicidade é o princípio e o fim de qualquer meta na minha vida. O optimismo far-me-á feliz.
Encararei a minha vida com optimismo e esperança no futuro.
Se as coisas estiverem a correr mal, hão-de melhorar, apreciá-las-ei ainda mais. Há sempre lugar para o optimismo na minha vida. Em relação ao que é que serei optimista? Em relação a tudo. Serei optimista em relação a mim e terei enormes expectativas para o meu futuro. Acreditarei que me acontecerão coisas boas. Serei optimista em relação às outras pessoas. Acreditarei que têm pensamentos sãos e que agem com justeza porque isso me faz sentir melhor em relação a elas. Serei optimista em relação à minha família e acreditarei nela. A minha confiança na minha família ajudá-la-á a ultrapassar todas as desavenças. Serei optimista em relação aos meus inimigos porque acredito que isso fará do mundo um lugar melhor. Serei optimista nas palavras que pronunciar porque compreendo o poder das palavras para influenciar os outros. Serei optimista na forma de encarar a minha vida porque as palavras e acções passam de pessoa em pessoa. O optimismo transformar-se-á num modo de vida para mim e, por consequência, serei feliz.
 

Uma Viagem Espiritual de Billy Mills e Nicholas Sparks

 

 

publicado por Aninhas às 21:58
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Dá apreço ao que a vida te concedeu

"O segundo graveto necessário para atear a fogueira da felicidade
 
 
Serei feliz porque dou apreço ao que a vida me concedeu.
Quando me sento e penso na beleza da vida, acabo por perceber que estou encantado pelo que a vida me ofereceu. Embora não tenha obtido tudo quanto desejo, não sinto tristeza porque isso me faz gostar muito das muitas coisas que possuo. Se eu estivesse de perfeita saúde, será que conseguiria apreciar uma caminhada perigosa? Se fosse espantosamente belo, seria capaz de admirar alguém que me julgasse atraente? Se possuísse uma fortuna imensa, seria capaz de dar apreço a um presente oferecido por um amigo? Não, sei que seria impossível. Porque conheço e aceito esta verdade, consigo entender por que motivo não recebi tudo quanto desejo.
Darei apreço ao que a vida me concedeu.
Em vez de ficar obcecado com o que não tenho, hoje voltar-me-ei para a minha mente e tudo o que ela me proporciona. É o poder da minha mente que me distingue dos animais e de todos os outros seres do mundo. Com ela posso pensar na beleza e no amor. Posso pensar na paz e na realização pessoal. Que mais posso fazer com a minha mente? Tudo quanto quiser. Posso voar como a águia ou correr como o lobo. Nos meus sonhos, nunca tenho fome nem me sinto cansada. Não há fronteiras para o meu mundo nem limites para o que posso realizar. Como gosto deste aspecto da minha vida!
Darei apreço ao q a vida me concedeu.
Sei que está na minha natureza querer mais do que alguma vez conquistarei. Isso faz parte da minha alma e distancia-me das outras criaturas. Trata-se de uma forca que posso utilizar para melhorar a minha vida. Sei que nada há de mal com os meus desejos, os meus sonhos, as minhas ambições ou as minhas necessidades porque estes ateiam a fogueira que existe em mim. Contudo, bem lá no fundo, percebo que nenhuma das coisas que quero na vida me pode fazer feliz. Antes pelo contrário, para ser feliz, devo pensar nas coisas magníficas que possuo neste momento, no tempo presente. Tenho de pensar que a própria vida é tão incrivelmente especial que não devo desperdiçar um único minuto preocupada com os aspectos negativos. Tenho de saber que sou especial, que a vida é especial e que sou capaz de a gozar no momento presente. Devo aceitar que posso ser feliz mesmo que nenhum dos meus sonhos se torne realidade porque toda a felicidade pressupõe a admiração pela vida.
Darei apreço ao q a vida me concedeu.
Sei que a felicidade é, simultaneamente, o princípio e o fim da minha viagem na vida. Sei que tenho de ser feliz para que possa alcançar os meus objectivos, pois os pensamentos negativos inibir-me-iam muito antes de os atingir. No entanto, por que razão tenho metas que desejo alcançar? Para que possa ser feliz! A felicidade é uma viagem circular, uma viagem em que o meu fim é o meu começo. Mas o que é que isto quer dizer? Quer dizer que me posso sentir bem comigo mesmo, independentemente de atingir ou não as minhas metas. Quer dizer que não preciso de um motivo para ser feliz. Quer dizer que posso ser sempre feliz. Estes pensamentos simples são o suficiente para me fazerem dar apreço, agora, à minha vida.
Darei apreço ao que a vida me concedeu.
Possuo tantas coisas maravilhosas. O que é que possuo? Possuo a vida. Possuo uma grande capacidade de sonhar. Sou capaz de ter esperança. Sou capaz de sentir. Sou capaz de respirar. Sou capaz de cheirar. Sou capaz de ver. Sou capaz de andar. Sou capaz de falar. Sou capaz de ajudar. Sou capaz de ser feliz. Apenas eu sou capaz de fazer tudo isto voluntariamente. E se houver coisas que eu não consiga obter, isso não importa porque possuo o bem mais precioso de todos. Tenho-me a mim mesmo, e isso nunca ninguém me poderá tirar.
Darei apreço ao q a vida me concedeu.
Adaptar-me-ei à vida de acordo com as circunstâncias. A vida ofereceu-me tanto que não necessito de mais nada. Sei que posso ser feliz só por causa deste facto. Adaptar-me-ei de forma positiva às coisas más que me aconteceram e serei feliz por essa razão. Não esperarei que todos os meus objectivos ou sonhos se tornem realidade, mas serei feliz! Os outros podem ter mais coisas que eu, mas serei feliz! Os outros podem ser mais bonitos, mas serei feliz! E por que razão serei eu feliz? Porque conhece e admiro o que a vida me proporcionou. Sou feliz porque quero ser feliz. A vida recompensou-me com a capacidade de ser feliz e, para me respeitar a mim mesmo, serei feliz. Como um círculo. O fim e o início. A felicidade.
Obrigada, vida, por tudo quanto me concedeste."

 
 

Uma Viagem Espiritual de Billy Mills e Nicholas Sparks

publicado por Aninhas às 22:13
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 30 de Outubro de 2007

Convence-te de que és o ser mais especial jamais criado

"O primeiro graveto necessário para atear a fogueira da felicidade.

               

Muito antes de o Sol surgiu no céu (...) nunca existiu ninguém exactamente igual a mim. Ninguém, no passado, teve exactamente as mesmas características que eu, a minha personalidade ou as minhas aptidões. Nunca ninguém cresceu ao mesmo ritmo, aprendeu as mesmas coisas ou reflectiu sobre vida do mesmo modo que eu. Nem existiu nenhuma hipótese que alguém venha a ter uma preocupação igual a minha porque não pode haver uma reprodução de mim no futuro. O meu lugar na história está assegurado porque ninguém será como eu.

Sou o ser mais especial jamais criado.

Por que razão só eu tão especial? Porque possuo características que ninguém mais terá. Sou único neste mundo, e nenhum guerreiro ou chefe ou qualquer homem comum poderá alguma vez reclamar aquilo que sou. Apenas eu tenho os meus pensamentos e esperanças. Apenas eu possuo o meu ritmo cardíaco, a minha energia e o meu amor à vida. Poderá alguém reclamar os meus sonhos? Poderá alguém amar como eu amo? Haverá alguém q veja exactamente a mesma cor que eu vejo quando olho para uma flor em botão? Já alguém antes de mim ouviu o uivo do coiote exactamente com a mesma tonalidade? Alguém será capaz de repetir os meus feitos e acções? Não, sei que estas coisas me pertencem, a mim, exclusivamente. Como posso eu não estar feliz com estes pensamentos no meu coração e na minha alma?

Sou o ser mais especial jamais criado.

E porque sou o ser mais especial jamais criado, sou valioso. Como um diamante, sou raro e belo. Valho mais que tudo no mundo. De que vale o dinheiro comparado comigo? Dinheiro nenhum poderia alguma vez comprar os meus pensamentos. De que vale a fama comparada comigo? Nenhuma espécie de fama me pode tornar mais especial. De que vale qualquer bem material? Nenhum deles pode ser trocado por mim. A minha felicidade esta assegurada pela consciência destas verdades.

Sou o ser mais especial jamais criado.

Sei que não devo desperdiçar a minha vida. E estou aqui com objectivo. Estou aqui para crescer em sabedoria. Estou aqui para amar todas as coisas. Como posso realizar estes projectos? Posso começar por ser feliz. Posso ser feliz se tiver consciência de que sou o ser mais especial jamais criado. Se sou assim tão especial, posso, seguramente, sorrir com orgulho pela pessoa que sou. Posso ser feliz, serei feliz... sou feliz.

Sou feliz porque sou o ser mais especial jamais criado."

 

 

Uma Viagem Espiritual de Billy Mills e Nicholas Sparks


Este texto diz tudo, não consigo acrescentar nada.


Uma sugestão: podem imprimir o texto, colar no armário do vosso quarto ou tê-lo no caderno e leiam-no sempre que sentirem necessidade. Poderá ajudar. Eu segui um conselho semelhante de uma Amiga especial e dá resultado. Espero que aconteça o mesmo a alguém.


Beijinhos e mts, mts abracinhos!!

publicado por Aninhas às 23:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Felicidade

. A felicidade exige valent...

. Estabelece objectivos nov...

. Encara a vida com optimis...

. Dá apreço ao que a vida t...

. Convence-te de que és o s...

.arquivos

. Maio 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Feliz

. Férias

. Para ti... sorrio

. Conclusão da consulta

. Sofrida

. É agora ou nunca

. O lobo

. Mudar de vida

. A vida que eu levo

. Pensamentos contraditório...

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds